fbpx

Cores complementares: saiba como utilizar na decoração em ambientes corporativos

As cores dos espaços corporativos influenciam diretamente no comportamento dos profissionais que neles atuam e as cores complementares na decoração são capazes de trazer conforto e bem-estar aos usuários de um escritório, aumentando a produtividade e a satisfação durante o expediente de trabalho, por exemplo.

Neste artigo, vamos explicar como é possível inserir as cores complementares na decoração desses ambientes e promover alterações comportamentais devido a percepção visual e sensação que conseguem transmitir.

Gostaria de descobrir como utilizar cores análogas e complementares na decoração de escritórios das mais diversas áreas? Então, siga em frente!

Entenda o que são cores análogas e complementares

As cores análogas são aqueles tons formados com a mistura das tonalidades terciárias, secundárias e primárias. Por exemplo, o azul é a cor primária, enquanto o azul-arroxeado é a terciária. A cor violeta, por sua vez, é classificada como secundária e o vermelho-arroxeado como terciária. Os tons análogos têm pigmentos que criam sensações agradáveis para quem os observa.

No círculo cromático das cores, as análogas estão uma do lado da outra. Já as complementares são colocadas de frente ou permanecem opostas para garantir o contraste. Entre as principais cores complementares estão o amarelo alaranjado com azul arroxeado, amarelo com violeta, vermelho com azul esverdeado, laranja com azul, vermelho com verde, amarelo esverdeado, vermelho arroxeado, entre outras.

Descubra como usar as cores complementares na decoração 

Nos ambientes corporativos, o arquiteto pode usar as cores complementares para obter gradações variadas da cor cinza, produzir efeitos e contrastes de forma harmônica. Elas podem ser utilizadas para gerar equilíbrio visual e assegurar o acerto dos seus projetos arquitetônicos. Veja, a seguir, como fazer uso dessas tonalidades de maneira mais acertada!

Locais conforme perfil

Antes de definir as cores, avalie o estilo do escritório e o perfil de quem vai utilizá-lo. Entender a personalidade do usuário e a função que ele desempenha é fundamental para utilizar a teoria cromática e criar combinações que produzam as emoções desejadas. As tonalidades quentes são ótimas para transmitir sensação de aconchego e de alegria.

Essas cores podem ser usadas em ambientes onde a descontração, a diversão e o convívio social são valorizados. Já os tons frios são indicados para profissionais que prefiram relaxar e ter serenidade durante o expediente de trabalho. Em todos os casos, é aconselhável balancear cores neutras com a cor principal do espaço. 

Ambientes formais

Os ambientes mais formais utilizados por profissionais liberais, por exemplo, podem ser decorados com a combinação de tons laranja e azul. Essas cores são perfeitas para equilibrar os espaços, oferecer a vitalidade do alaranjado e a introspecção da tonalidade azulada. Outra ideia interessante é usar a mistura de cores verde e vermelho na decoração ou o estilo urban jungle.

Espaços para jovens

Os escritórios para jovens podem ter combinações mais ousadas de cores complementares, com o uso do roxo ou amarelo como cores complementares. Parte do ambiente pode ser formado de tons neutros para a criação de espaços marcantes no forro ou nas paredes. Entretanto, há clientes que preferem um fundo branco com objetos que complementem a decoração.

Enfim, agora você já sabe como utilizar cores complementares na decoração em ambientes corporativos! Saiba que é possível combinar também as cores das mobílias do escritório para fazer a diferença por meio dos seus projetos. Reflita sobre a cor de cada móvel para criar diferenciais e trazer harmonia aos cenários de maneira impressionante e surpreendente.

Quer obter mais informações sobre temas relacionados? Continue lendo e descubra como escolher móveis para escritórios para ambientes corporativos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?