fbpx

Briefing na arquitetura: 4 dicas para estruturá-lo

 

Um conjunto de informações registradas em um documento ou projeto arquitetônico pode ser denominado como briefing. Diversas áreas profissionais utilizam o conceito para a realização de seus trabalhos, contudo, os arquitetos podem se beneficiar dele ao projetar escritórios, salas comerciais, ambientes para home office, espaços para reuniões, entre outros tipos de imóveis solicitados pelos clientes.

No briefing da arquitetura é possível especificar vários detalhes sobre a construção que está sendo projetada e o objetivo da edificação. É importante entrevistar o cliente para compreender os seus anseios, demandas e recursos financeiros disponíveis para investir no projeto. Neste artigo, vamos fornecer algumas dicas práticas para arquitetos e designers de interiores criarem esse documento, confira!

Gostaria de compreender como é possível estruturar bem o briefing na arquitetura? Acompanhe a leitura! 

Entenda a importância do briefing na arquitetura

Como você pode ver, um briefing são orientações transmitidas pelo cliente para o arquiteto criar um projeto perfeito. Elas são colocadas no papel pelo profissional que compreende essa necessidade que é capaz de evitar dificuldades futuras. A elaboração do documento facilita a comunicação, agiliza o levantamento de informações e melhora o relacionamento com o cliente.

O briefing possibilita acertar vários fatores juntamente com os clientes e evita desentendimentos, insatisfação e conflitos. Você vai conseguir entender onde o cliente deseja colocar as janelas, o tamanho de cada ambiente e a disposição dos móveis para indicar melhorias. Por meio desse documento é decidido o método construtivo, os materiais que serão usados e muito mais.

Com o briefing fica mais fácil reunir as ideias e os desejos dos clientes para projetar algo inovador e surpreendente. O documento serve para direcionar o trabalho do arquiteto e para colocar as vontades do cliente no projeto pelo qual ele decidiu pagar. As suas informações permitem o cumprimento de prazos, evita retrabalhos e aumenta a satisfação do público.  

Descubra como estruturar o briefing na arquitetura

Briefing é um termo que teve origem na língua inglesa cuja tradução significa instruções. Ao utilizar esse documento em suas rotinas, você consegue planejar uma versão adequada dos seus projetos, aumenta as chances de aprovação pelo cliente, economiza tempo e energia. Veja a seguir várias sugestões para ser bem-sucedido na sua jornada! 

1. Definição do perfil do cliente

O briefing vai ajudar a entender o perfil do cliente, conhecer os seus gostos e o estilo que ele deseja para o seu projeto de escritório. Observe com cuidado se o cliente é solteiro ou casado, o seu estilo de vida, se já tem ou planeja ter filhos. Caso ele tenha uma empresa registrada, confira os valores, visão e missão. 

2. Objetivo do projeto

Registre no briefing objetivo do cliente para cada projeto. Verifique com ele se tem ideia do que pretende fazer ou se pode dar algum exemplo. Certifique-se do que precisará ser feito, se é apenas um redesign ou se a ideia é criar um espaço completamente novo. Depois disso, elimine todas as dúvidas sobre os resultados esperados. 

3. Descrição do cronograma

Determine os prazos e crie um cronograma apropriado para acompanhar todas as fases do seu projeto. As datas influenciam nos preços dos materiais construtivos e no valor que será cobrado do cliente. Caso tenha que deixar de lado outras tarefas por surgir uma situação urgente, verifique um acréscimo sobre os valores normalmente cobrados.  

4. Referências anexadas

Inclua no briefing as referências dos projetos indicados pelo cliente de modo que fique bem-estruturado e completo. Reúna alguns modelos prontos e anexe-os ao documento para usar como base assim que iniciar o trabalho. Se esse processo for bem feito, os clientes ficarão satisfeitos e a sua carreira terá sucesso, visto que diminui erros e melhora a produtividade.

Enfim, essas são as 4 dicas para estruturar o briefing na arquitetura. Aplique todas essas dicas de maneira profissional e adequada e finalizará os seus projetos com maior agilidade. Procure usar a transparência ao conversar com cada cliente, informe o tempo que levará para elaborar os documentos e garanta futuros negócios.  

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe-o com os seus amigos no LinkedIn, Instagram e Facebook!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?